amor | amour | love | liebe | 愛 | αγά

'Cause you know... all we need is luv!

luvluvluv.me is a colectivo in which a bunch of webaholics deposit all the faces of any kind of luv: picture, video, music, quote, chronicle, story... everything!

By the way, we are looking for international contributors. If you fell into love and would luv to post here with us, submit here.

Now, we are also tweeting: @luvluvluvme
Ask me anything
Submit/Publique

Sabem por que muitos relacionamentos não dão certo? Porque moleque que se faz de homem só dá certo com quenga que se faz de santa

Miguel Fallabela

Luv at first “kiss”

"O dinheiro vem pra confundir o amor"

My Ex-Girlfriend Candice

sense & sensibility

[...]
1:
fico feliz de ainda existir sensibilidade no mundo. mesmo!
2:
mas é uma decisao racional diária... vc tem q escolher viver valorizando essas coisas por ter CERTEZA q sem isso a vida nao tem razão de ser; sem isso, é inspirar e expirar no piloto-automatico
1:
concordo. e sigo nesse caminho. e fico feliz mesmo de ser lembrado de vez em quando que existe mais isso por ai fora. pq no geral a gente sabe que não existe muito mais.
2:
pois é. por essas q outras q mesmo com todo arranca rabo eventualmente natural a um casal, ainda me sinto sortudo de ter pra onde e pra quem voltar quando o dia acaba
Casamento é uma reforma que nunca se conclui. É preciso aprender a fazer festa a cada cômodo erguido, tomando cerveja no cimento e comendo um churrasco feito nos tijolos da construção.

Cris Guerra

Tava aqui pensando assim: amo vc mais que chocolate, amo você mais que roupa da moda, amo você mais que sapato. amo você :)

Ela

Marina W conta uma história de amor

Michael Buble estava numa festa quando viu uma mulher linda. O problema é que ela estava acompanhada por um cara bonito paca, estilo Brad Pitt, e Michael achou que não teria chances. Queria sondar a área, saber se eram casados, ou namorados, mas não sabia como fazer. 

Acabou bebendo além da conta, ficou bêbado e foi descobrir o que queria, embora não soubesse como abordá-lo

s. Praticamente conformado, e sem querer parecer agressivo, nem inconveniente, chegou para os dois e falou, mais ou menos assim: “Cara você é lindo, lindaço, o cara mais lindo do mundo e… “

Enquanto isso, a garota, escrevia um sms para a mãe: “Estou aqui com o Michael Buble. Ele é gay”.

rsrs

Os dois eram na verdade irmãos. Michael se casou com ela.

(Source: etsy.com)

(…) Feito. No dia 6 de novembro, um senhor de cabelos brancos, sorriso fácil e porte altivo entrou no sebo acompanhado de duas filhas e três netos. Emocionado, recebeu das mãos de Maurício o livro perdido. Releu a dedicatória em voz alta, com pausas longas entre uma frase e outra, o que só aumentava o suspense na livraria, entrecortado pelo ruído dos netos inquietos. Depois de ser longamente aplaudido, contou aos novos colegas a história por trás daquela mensagem.

Em 1966, ele fazia mestrado em Matemática em Milão com uma bolsa do governo brasileiro. Lá, conheceu uma italianinha de nome Febea, que tinha concluído os estudos em Literatura em Londres, e acabava de retonar à Itália. Quando ela comentou que conhecia José Lins do Rego e João Cabral de Melo Neto, e que adoraria aprender português para ler Guimarães Rosa, Sylvio se apaixonou na hora: apesar de trabalhar com algoritmos, era na literatura que descansava seus teoremas. Prestes a terminar a pós-graduação, no entanto, logo voltaria ao Brasil. O amor foi construído à distância.

Nosso namoro durou um ano, 136 cartas, nove livros, dois telegramas e um telefonema contou Sylvio, para suspiro coletivo da plateia, e espanto das filhas, que não conheciam todos aqueles números. Naquele tempo, dar um telefonema era uma fortuna. Esta dedicatória escrevi no dia do meu aniversário, já doido por ela. Eu nem sei como perdi o livro, acho que foi numa mudança nos anos 80.

Um ano depois, Febea veio morar no Brasil, e Sylvio montou um apartamento no Méier para ela. Tiveram duas filhas, Isabella e Gabriella que a essa altura se debulhavam em lágrimas na livraria , e viveram felizes para sempre. Até que um câncer levou Febea aos 41 anos de idade. Sylvio nunca mais se casou.

A arte de viver é a arte de acreditar em milagres, disse o poeta italiano Cesare Pavese, e se hoje eu estou aqui é porque ele está certo. Febea foi a pessoa que eu amei mais profundamente em toda a minha vida. E ela está presente aqui, nessas cinco pessoas que fizemos, nossas duas filhas e três netos. Esse é o milagre declarou Sylvio, lembrando, ao final, uma frase que ouvira do neto quando ele tinha 4 anos, e que levava como mantra de vida: Vovô, nada é grave. (…)

No calor da carência, o pão amanhecido serve. Mas e quando a fome passar, o que lhe resta?
Se eu houvesse esperado por ele no meio do caminho, talvez estivéssemos juntos. O problema foi que, fatiado o tempo, fui até o outro lado

"Tempo Perdido - O Livro de Leah", de Laura Malin

O lado mais triste do amor é não sentir mais nada

O lado mais triste do amor é não sentir mais nada

More Information